domingo, agosto 24, 2014

O amor muda: você não deveria acreditar no amor inabalável

Por Daniel Bras ao blog Casal Sem Vergonha
Crescer é complicado por muitos motivos e a maioria dele está ligada ao fato de que a vida não é simples e fácil como costumava ser na infância. Quando somos crianças um monte de gente nos ensina que amor é aquela coisa imensa, forte, poderosa, que nunca acaba, que não muda, que não se abala e que com amor tudo é possível. As princesas e os príncipes vivem “felizes para sempre” e a gente nunca questiona, mas é claro, eles vivem de amor, então tudo bem. Mas assim como a vida não é um cupcake bonitinho e saboroso, a ideia de amor que nos ensinaram tinha muita coisa errada ou enfeitada demais.
Tem aquele texto obrigatório do casamento formal que faz os noivos prometerem amar um ao outro por todos os dias da vida até que a morte os separe, mas o que tem de casal se separando antes da morte não é brincadeira, minha gente. É que o amor idealizado dá errado, a visão romântica da coisa ignora muitas situações importantes que afetam a vida de um casal. Tem gente que se ama até a morte, mas tem gente que não e é preciso aceitar isso. É importante lembrar que não dá para prever se você vai manter seu amor eterno firme e forte, nem adivinhar se seu parceiro ou parceira vai fazer o mesmo. Aviso: não estou dizendo que todo amor sempre acaba, que tudo sempre vai dar errado e que nada vale a pena. Só estou dizendo que existem chances de as coisas não serem como você pensava que elas seriam. Vai que amanhã você começa a amar outra pessoa!

Outra coisa: não é todo dia que você está amando incondicionalmente. Viver em casal envolve dias em que seu amor é colocado em cheque por você mesmo, dias em que você quer gritar para o mundo que está amando freneticamente e essas mudanças acontecem mais rápido do que podemos prever. Prever, em se tratando de amor, é impossível. Amar é uma coisa imprevisível e a intensidade desse sentimento também não segue regras. É possível continuar amando sua namorada da mesma maneira, mesmo depois de uma briga horrível e pode ser que durante um almoço de sábado com os amigos, num dia ensolarado e feliz, você perceba que a ama menos. É assim e é preciso aceitar: entrar no ringue contra as mudanças do amor é uma luta perdida.

Mas calma, existe a parte boa de saber que amor eterno é uma loteria e pode ser que você não seja sorteado, ou que amar alguém sem limites hoje não significa que amanhã isso também vai acontecer. Quando aceita que não existe certeza de nada e que tudo pode mudar no segundo seguinte, você passa a valorizar os sentimentos de quem te ama e até mesmo os seus sentimentos. Saber que tudo pode acabar, sem motivo aparente, amanhã, faz com que hoje se torne muito mais importante. É aquele clichê de que “amanhã pode ser tarde demais”, porque na verdade pode mesmo. Não existe constância controlável quando o assunto é amar. Aceite: o amor muda!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...